Arquivo da tag: viagem

Japão – Tokyo: Parque Ueno e as sakuras

Nosso primeiro e tão aguardado passeio foi para ver as flores de cerejeira (sakuras) no Ueno Kōen (Parque Ueno). Quando chegamos e vimos tudo rosinha foi emocionante demais!! Tinha sakuras de vários tipos e cores, foi a a primeira vez que vi as vermelhas… lindas!

O parque é um dos mais populares de todo Japão, fica no distrito de Ueno do bairro de Taito, Tóquio. O acesso é super rápido, pois está bem em frente a Ueno Station. Foi fundado em 1873, abriga alguns templos budistas e grandes museus, além de um zoológico. É enorme! Possui mais de 8mil árvores e cerca de 800 árvores de cerejeira.

No dia em que fomos tinha feirinha com comidas e estava bem cheio. O sol sumiu rápido e fazia muito frio, mas passamos o dia lá contemplando as flores que tanto sonhamos ver em seu país de origem ♥ Fotografei um monte e ainda fiz um videozinho (bem amador) para mostrar o máximo aqui pra vocês. Preparados pra chuva de fotos? :D

Voltamos neste mesmo parque depois de quase 20 dias e já não tinha mais sakuras. O tempo de vida delas é muito curto e demos muita sorte de conseguir ver tudo no auge do florescimento, pois poucos dias, antes ou depois, faria toda a diferença!

🌸 🌸 🌸 🌸 🌸

Konichiwa Nihon !

Oi sumida!

Essa é minha última semana no Japão (pois é, para quem não sabia, estou aqui!), muito triste por ter que me despedir, mas muito feliz pela experiência!

Para começar, bem, eu e mais três amigas planejamos essa viagem por muito tempo. Era um sonho em comum ver as cerejeiras florescendo e decidimos realizar juntas. Não foi fácil, muito menos barato, mas demos muuuita sorte em vários aspectos: passagem na data que queríamos com preço bom e em uma das melhores companhias aéreas, as flores estarem perfeitas (porque elas tem pouquíssimo tempo de vida), encontrar Airbnb com preço bom e ótima localização… Coisas que não tem um segredo, foi sorte/coincidência mesmo!

Sobre tudo o que vi, eu não tenho melhor palavra para descrever do que: MARAVILHOSO! Ouvimos relatos de muita gente que viajou para cá uma ou mais vezes e de pessoas que moram/moravam aqui e ainda assim fomos surpreendidas! Tudo é muito diferente do que estamos acostumados no Brasil, as pessoas, o funcionamento das coisas, cotidiano e costumes…

Quando eu voltar para o Brasil – e conseguir me acalmar (!) – vou fazer posts mais detalhados sobre as coisas lindas e legais que estou vendo por aqui. Deixo apenas algumas fotos para dar um gostinho, espero que gostem ;]

こんにちは 日本

O que o Psy trouxe de NYC

Contei que o Psy estava de férias em Nova York sem euzinha~ *música dramática*… Pois bem, meu amor voltou *música felizinha* e trouxe para mim várias coisas gracinhas que eu precisooo mostrar!

É, eu não costumo fazer posts de “recebidos” ou “comprinhas”, mas são coisinhas muito bacanas que até me animaram de gravar um vídeo, outra coisa que eu nunca faço hehe. Então taí um combo ~videozinho de recebidinhos~ :D

Espero que tenham gostado e aqui estão as fotos:

Chinatown e Little Italy – NYC

O mais legal de ver fotos é reviver os momentos através delas, não é mesmo? Estava arrumando uns arquivos de backup e acabei me hipnotizando enquanto lembrava do dia em que estivemos em dois bairros tão tipicamente estrangeiros de NYC.

Um dia fomos almoçar em uma cantina italiana no bairro Little Italy e para chegar lá passamos por Chinatown. Bem, os nomes são auto explicativos, né? hehehe!

Ambos ficam no Lower East Side. Chinatown é o bairro mais antigo e que abriga a maior quantidade de chineses no ocidente. Eu nunca estive na China, mas as fachadas e propagandas não deixam dúvidas hahaha. Little Italy é o bairro que foi ocupado por um grande número de ítalo-americanos durante o início do século XX, as ruas são decoradas com as cores da bandeira italiana e há muitos restaurantes e cafés tradicionais.

Almoçamos no restaurante Grotta Azzurra, uma cantina tradicional com muitas opções de massas muito boas, mas o inesquecível mesmo foi o Classic Cannolli de sobremesa. Deliciosíssimo!

Quero ainda passear mais por esses lugares, fotografar com câmera boa e não só com o celular, experimentar as iguarias… Um dia, um dia… haha ;]

Dumbo e Brooklyn Bridge – NYC

Em NY ficamos hospedados no Brooklyn, que é um bairro enorme! Um famoso ponto turístico de lá e que vemos muitas fotos semelhantes é o DUMBODown Under the Manhattan Bridge Overpass (algo como “Abaixo do viaduto da ponte Manhattan”) – uma vizinhança cheia de lojas lindas, onde podemos ver a Manhattan Bridge. Lá paramos para tomar um café (chocolate quente, no meu caso) antes de ir para a ponde do Brooklyn.

A Brooklyn Bridge foi inaugurada em maio de 1883, possui 1834m de extensão e 84m de altura total (41m de vão livre), é uma das três pontes que liga Manhanttan ao Brooklyn e, assim como a Williamsburg Bridge, os pedestres e ciclistas atravessam por cima e veículos por baixo, mas não há linha de metrô que passa por ela.

Nosso objetivo era atravessar a ponte, mas estava muito frio, chuviscando e aquele vento de cortar o rosto, sabe? Então acabamos andando só um pedaço e voltando para o Brooklyn Bridge Park, de onde avistamos Manhattan do outro lado do East River (olha ali o One World Trade Center!). Tomamos sorvete na Ice Cram Factory (vanilla e chocochip são maravilhosos!) esperamos a garoa diminuir e fomos embora.

Infelizmente o clima não colaborou para explorarmos mais a região… Espero um dia voltar quando estiver sol ;D

Sim, ainda tem mais coisas da viagem para postar… Desculpem a demora, juro que tentarei ser mais breve.

Vem que vem 2016

É fato que 2015 foi um ano muito difícil para os brasileiros, cada vergonha que presenciamos, absurdos atrás de absurdos dos nossos políticos, tragédias por aqui e por todo o mundo. Vi tanta gente pedindo pro ano acabar logo…

Mas aqui no bloguinho eu não gosto de falar de coisas ruins, o espaço aqui é para falar de mim (oiêêê) e do que eu acho de legal por aí! E se teve um ano bom PRA MIM, ahh, esse foi o ano de 2015 ♥

Começou difícil com meu cãozinho Chicão indo embora ): mas foi também o ano em que eu me casei, que eu trabalhei muito com coisas bacanas, que eu conheci Nova York (ainda teremos muitos posts, prometo!), que eu participei do We Love Fashion Blogs 3, que eu presenciei meus amigos passando por fases boas em suas vidas \o/ Foi o ano que eu vi os Backstreet Boys, que eu li muitos livros diferentes, que eu defendi o que eu acredito nas ruas, que eu desenhei, que eu comemorei 10 anos ao lado do meu amor Psy, que eu tive cabelo castanho, loiro, lilás e rosa… hahaha

Enfim, 2015 vai deixar saudades, mas agora vem que vem 2016! Que seja um ano de muitas realizações, saúde e alegria para todos nós, que as coisas boas sejam maioria no mundo e que cada um de nós saibamos aproveitar cada dia como eu pude aproveitar o ano que passou.

Feliz ano novo! Mil beijinhos e bora lá ;D

Williamsburg Bridge – NYC

Manhattan é a “ilha principal” da Cidade de Nova York, com isso, para ter acesso entre ela e Long Island, quatro pontes foram construídas no decorrer dos anos. Uma delas é a Williamsburg Bridge, que liga Manhattan ao Norte do Brooklyn (Williamsburg), passando sobre o East River.

A ponte possui 94m de altura, 2.227m de comprimento e tem mais de 100 anos. Começou a ser contruída em 1896 e foi inaugurada em 1903. Por ela passam os trens das linhas J, M e Z do metrô, além de poder ser atravessada de automóvel, a pé ou de bicicleta.

Não, nós não atravessamos, hehehe. Mas andamos por um bom pedaço dela e conseguimos ver a Manhattan Bridge e a Brooklyn Bridge através de sua grade. A ponte é toda em metal cinza com grades cor de rosa, o trilho do metrô passa pelo meio, os veículos por baixo e os ciclitas e pedestres por cima, assim dando espaço para todos.

Empire State Building – NYC

Além de andar muuuito pelas ruas de Nova York, também a vimos láááá de cima! Fomos até o topo do Empire State Building, aquele predião~ que o King Kong sobe segurando a personagem Ann e é atacado por aviões (choro muito com esse filme…).

Atualmente é o terceiro prédio mais alto de todo os Estados Unidos, perdendo apenas para a Willis Tower (Chicago) e o One World Trade Center (também em NYC – que é possível ver em algumas das fotos abaixo, mas mostrarei melhor em outro post). Com sua construção concluída em 1931, o Empire State foi o edifício mais alto do mundo por 41 anos, até serem construídas as finadas Torres Gêmes (World Trade Center) em 1972.

Apesar de pegarmos um pouco de fila, a subida até o 86º andar foi rápida, acredite, e lá encontramos o mais alto observatório a céu aberto em Nova York. Uma plataforma de observação que envolve toda a circunferência do prédio, com grades e binóculos de looongo alcance e vista 360º para toda a cidade – e além.

Depois subimos para o 102º (e último) andar. Se a vista há 16 andares para baixo já era de tirar o fôlego, imagina nessa plataforma superior!? Era possível ver o Central Park todinho, o Brooklyn, New Jersey, como os cruzamentos das ruas e avenidas foram inteligentemente projetados… Incrível!

Chegamos lá à tarde e ficamos até o sol se pôr. Além do espetáculo natural no céu, também acompanhamos as luzes da cidade se acendendo… A lembrança ainda me arrepia… Foi demais!

Empire State Building: 350 Fifth Avenue at 34th St, Nova York
Aberto todos os dias (inclusive feriados), das 8h00 às 2h00
Main Deck + Top Deck (86º e 102º andares): US$52

NYC – Let’s begin…

Então ta, vamos começar! Depois de passar 20 dias em Nova York eu tenho tantas, mas tantas (!!!), coisas para mostrar aqui que é até bom eu já avisar que serão muitos posts da Big Apple. Mostrarei os pontos turísticos, museus e bairros que visitei, mas vou intercalando com os posts de cotidiano e eventos atuais, assim não fica cansativo… né?

Ta bom então, começando com aquele resumão de fotos das coisas que observei pelas ruas. Publicidade em todos os cantos, luminosos, graffiti, carrinhos de comida, patriotismo, caminhões de sorvete, prédios novos, prédios antigos… Aparecerão muito por aqui!

Foram muitas coisas e muuuitos registros, a seleção de fotos por post não está nada fácil de fazer, mas eu espero que gostem e aguardem que logo vem mais. Ta bom? Então ta então. :P

Santiago – Restaurante Giratorio e fast food

Nos falaram muito sobre o restaurante Giratorio antes da viagem, então não pudemos deixar de conhecer e reservamos para um horário em que fosse possível ver o céu ainda claro enquanto aproveitávamos o couvert. A recepção do restaurante fica no 16º andar do prédio e o dois acima são os salões. Ficamos no 18º andar  e, de um modo geral, posso dizer que o atendimento e a comida são muito bons, a decoração é bem simples e enquanto comemos o chão gira (bem devagar) para que possamos apreciar a vista panorâmica da cidade linda que é Santiago (média de R$ 150,00 o jantar para duas pessoas).

O Giratorio foi nosso único restaurante “fino” por lá, mas isso não quer dizer que comemos mal… Quando vi Dunkin’ Donuts (que tem aos montes) surtei de alegria! Comi muitas rosquinhas e me ~empanturrei~ principalmente do Donut Arcoiris (como eles chamam o donut de glacê de morango com granulados coloridos), também experimentamos os sanduíches e wraps e, hmmm, muito bons! Outra maravilha foi descobrir que tem Taco Bell, fast food tex-mex, também com um preço legal e delícia (média de R$ 7,00 o combo de burrito).

Comemos no restaurante Mamut, no Red Bar e em vários outros, mas o nossos favoritos foram os restaurantes da rede Dominó, para nós foi o melhor custo/benefício (média de R$ 6,00 o lanche com salsicha viena), lanches grandes e com ótimas opções de sabores. Fomos em dois, mas haviam vários, muito mais do que Mc Donald’s por aqui.

♥ fast food