Arquivo da tag: rainbow

Graynbow?

Um look total black é muito difícil pra mim. Já usei em ocasiões formais como casamento, formatura etc., mas no dia a dia não combina comigo. Então tentei sair vestida de grayscale… mas estraguei tudo com minha boina de arco-íris, ops!

greynbow_01

greynbow_02

greynbow_03

greynbow_04

greynbow_05

greynbow_06

greynbow_07

  • calça e jaqueta Renner
  • regata de bazar/brechó
  • boina feirinha de Curitiba (2003~2005)
  • sandália Bottero
  • bolsa Adidas
  • batom Cereja Berê – Quem disse, Berenice?

Origami Street Art

A artista francesa Mademoiselle Maurice criou uma intervenção urbana feita com centenas de origamis coloridos. Eles formam diferentes imagens, enfeitando os muros e ruas e se destacando nos prédios cinzas de Paris.

Eu quase chorei quando vi essa coisa linda no Adoro Farm, fui logo procurar saber mais e encontrei esse vídeo que mostra como Mademoiselle instala essas belezinhas.

#rapidinhas

pastelão

Look de um dia desses antes de sair de casa (aqueles que sobra um tempinho antes de ter que correr puxando a bolsa e esquecendo a chave) ;D

  • blusa e calça Renner
  • bota Zara
  • lenço emprestado da mamma
  • anéis C&A, Virgin Again e Fique Rica
  • esmaltes Jade – Big Universo; 219 – Hits; Marina, Pink e Záz – Impala

Rainbow Resort

Não é de hoje que fico boba com as criações de Christopher Kane, estilista escocês que sempre procura inovar em suas criações através de estampas, materiais e cores. E para a coleção Resort 2012 de sua marca homônima, Kane usufruiu do arco-íris com formas geométricas e tecidos reflexivos com lamé, bordado, cashmere e alfaiataria, o que me deixou mais deslumbrada…

Cores fortes, renda e metalizados, quando vi essas fotos logo pensei que a coleção foi feita para mim e precisava compartilhar essa alegria! (hihi er)

 Para ver todos os looks é só clicar aqui.

Igualdade LGBT

Sendo uma das maiores manifestações sócio-político-cultural da história do Brasil, a Parada do Orgulho LGBT comemorou ontem, 26 de junho, sua 15ª edição e contou com a presença de aproximadamente 4 milhões de pessoas (quantidade que aumenta a cada ano).

A convite da Big Universo, fui com a Ale curtir a Parada, claro que pra quem está em cima do trio “a coisa é diferente” (não fico satisfeita de ver o lixo que muita gente joga pelo chão, certas pessoas que assimilam homossexualismo à putaria e outras que aproveitam para arrumar confusão ou roubar – por isso não ia há anos), mas o fato é que a maioria dos que estão ali se divertem e defendem o mesmo ideal de igualdade e respeito ao próximo.

O objetivo principal da Parada é acabar com a homofobia e criar políticas públicas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), ocupando espaço nas ruas e sensibilizando a sociedade para o convívio com as diferenças, que para mim nada mais é do que igualdade de direitos. É também o momento de comemoração pelas conquistas e pelo avanço, além de uma maneira alegre e irreverente de reivindicar por um país mais justo e igualitário.

Por que gostar de alguém do mesmo sexo, ou dos dois sexos, ou querer ser de outro sexo é errado? Liberdade de escolha, todos tem esse direito, assim como cabe a todos o dever de respeitar.

Foi em casa que aprendi sobre respeito e discriminação e sou muito grata por ter pais “mente aberta” (infelizmente não é algo tão comum), mas se todos se conscientizassem e passassem isso para seus filhos, talvez a intolerância fosse diminuindo com o tempo (eu sei que mudar a cabeça de pessoas mais velhas não é fácil, então vamos pensar nos futuros pais, ok?!).

E, apesar da chuva, a parada estava linda e o trio estava incrível! :D

Fotos: Marilia Sestari