Arquivo da tag: Obsessão Infinita

Yayoi Kusama: Obsessão Infinita

Depois de passar pelo Rio de Janeiro e Brasília, a exposição “Yayoi Kusama: Obsessão Infinita” chegou em São Paulo, com aproximadamente cem obras – realizadas entre 1949 a 2012 – e traça toda a trajetória da artista do privado ao público, do ateliê às ruas…

Yayoi Kusama é uma artista japonesa de 85 anos, uma das mais significativas da contemporaneidade, e famosa principalmente por suas obras com bolinhas coloridas. Desde 1977 Yayoi mora em um hospital psiquiátrico de Tóquio, pois sofre alucinações desde a adolescência, sendo uma delas permanente: ver o mundo sempre coberto por bolinhas.

Na mostra vemos pinturas, fotografias, cartas e documentos e muitas instalações, como: “Fireflies on the Water”, uma sala toda espelhada e cheia de lâmpadas penduradas que piscam e mudam de cor (mostrei no Instagram), incrível!; Infinity Mirror Room – Phalli’s Field, uma sala espelhada com tecidos estufados com estampa de bolinhas pelo chão e em formas fálicas, um dos exemplos da sua “obsessão sexual”; “Dots Obsession”, são gigantes esferas suspensas e cheias de bolinhas.

Fui com a Oppa conferir tudo ontem, na abertura da exposição… e por que com a Oppa? Porque os produtos da marca são suportes para duas das instalações mais concorridas, a “I’m here, but nothing” (um espaço que imita uma casa, com luz negra e bolinhas coloridas projetadas) e a “Obliteration Room” (interativa, também imita uma casa, toda branca – como uma tela – em que os visitantes ganham adesivos de bolinhas coloridas para colarem onde quiserem e fica em constante mutação até o final da exposição). Demais!

yayoi_kusama_01

yayoi_kusama_02

yayoi_kusama_03

yayoi_kusama_04

yayoi_kusama_05

yayoi_kusama_06

yayoi_kusama_07

yayoi_kusama_08

yayoi_kusama_09

yayoi_kusama_10

yayoi_kusama_11

yayoi_kusama_12

yayoi_kusama_13

yayoi_kusama_14

yayoi_kusama_15

yayoi_kusama_16

yayoi_kusama_17

yayoi_kusama_18

yayoi_kusama_19

yayoi_kusama_20

yayoi_kusama_21

Instituto Tomie Ohtake: Avenida Faria Lima, 201
(Entrada pela Rua dos Coropés) – Pinheiros
Até 27/julho – ter. a dom., das 11h às 20h – entrada franca