Arquivo da tag: nostalgia

Nico Hamburgueria

Eu já mostrei aqui no bloguinho uma hamburgueria “de época” com tema de anos 50 e 60. E agora vou mostrar outra que tem a decoração um pouco mais nostálgica para mim (e acredito que para vocês também).

A Nico Hamburgueria é enorme, tem dois salões na parte de baixo, um salão no andar de cima e área externa e é toda decorada com objetos de época, especialmente brinquedos. Anos 60, 70, 80, 90 e alguns 2000, parecia até que estava fuçando o porão da minha avó… Impossível não encontrar nada que não te faça sentir saudades da infância.

Os lanches também tem nomes de personagens nostálgicos. Eu comi o Smurfs (hambúrguer de picanha, pasta de gorgonzola e onion rings no pão crocante) e adorei! A batatinha frita xadrez com maionese da casa é uma delícia e todo mundo saiu satisfeito com os pedidos. Único defeito unânime: o atendimento… Fomos em um horário que a casa estava vazia e, ainda assim, demorou bastante para sermos atendidos, para chegarem os pedidos e até a conta. Minha sugestão: vá sem pressa e curta o ambiente.














Nico Hamburgueria: Rua Cisplatina, 31 – Ipiranga – São Paulo – SP
Tel.: 2062-8000
De ter. a qui. das 18h às 00h; sex. das 12h às 15h e das 18:30 à 1h
Sáb. das 12h à 1h e Dom. das 12h às 00h

Castelo Rá-Tim-Bum – A Exposição

Em homenagem aos 20 anos de Castelo Ra-Tim-Bum, uma megaexposição foi montada no MIS. A começar pela entrada, que é como a do próprio castelo, com o Porteiro indicando a senha. O saguão, a biblioteca, o quarto do Nino, entre outros ambientes, foram totalmente recriados. Ver a árvore gigante e subir as escadas para o quarto da feiticeira Morgana chega a ser emocionante!

Entrar no lustre do castelo, no ninho do Passarinho, abrir a caixinha de música, ouvir uma das histórias sobre os irmãos Poranga e Porunga contada pela Caipora e parecer estar flutuando ao encontrar o Etevaldo… É muito melhor do que assistir tudo do sofá da sala depois de chegar da escola.

Também podemos ver o Gato Pintado, o monstro Mau, Godofredo, a cobra Celeste e as botas Tap e Flap, além de muitos objetos de cena, fotografias, figurinos dos personagens e trechos do programa.

Castelo Rá-Tim-Bum foi produzido e transmitido pela TV Cultura entre 1994 e 1997, voltado para o público infanto-juvenil e parcialmente inspirado no também educativo Rá-Tim-Bum. Com incrível índice de audiência, o programa foi muito premiado durante seus anos de exibição e chegou a ser transmitido para toda América Latina pelo canal a cabo Nickelodeon.

Veja mais fotos na Fan Page no blog e entre no clima com a abertura !

Castelo Rá-Tim-Bum – A Exposição – até 25 de janeiro de 2015
MIS: Av. Europa, 158 – Jd. Europa – SP
Ter. à sex. das 11h às 21h; sáb. das 9h às 23h; dom. e feriados das 9h às 20h
Entrada R$10 (R$5 meia entrada / R$20 online / grátis às terças)

PS: Aconselho ir cedo em dias da semana para evitar longas filas.

Cavalo de Fogo

Dia desses recebi uma caixinha cheia de nostalgia ♥ e foi tanta alegria que eu precisava fotografar tudinho pra mostrar aqui ;}

A nostalgia estava fantasiada de balinhas, pirulito Dip n’Lik, fotografias, ímãs de geladeira e uma camiseta _PERFEITA_ do Cavalo de fogo e “foi quando correndo eu vi um cavalo de fogo aliiii que tocou meu coraçãããoo…” hahaha, sim, comecei a cantar na hora! Aposto que todos aqueles que cresceram na década de 90 assistindo TV aberta lembrará!

Quem me mandou tudo isso foi a No meu tempo era assim, uma lojinha online de camisetas com estampas clássicas dos anos 80 e 90 – filmes, desenhos, músicas e muito mais. Até tentei montar um ~look meio noventinha~ com minhas botas de paquita hehehe

cavalo_de_fogo_01

cavalo_de_fogo_02

cavalo_de_fogo_03

cavalo_de_fogo_04

cavalo_de_fogo_05

cavalo_de_fogo_06

cavalo_de_fogo_07

cavalo_de_fogo_08

cavalo_de_fogo_09

cavalo_de_fogo_10

  • camiseta No meu tempo era assim
  • shorts DIY
  • bota Shoestock
  • bolsa Levantate Juana
  • óculos emprestado do Psy
  • batom Vult – Cor 32

* O Gurgel é 60~70s, mas ficou ótimo no “cenário” hehe!

30 Anos de Brincadeiras

O Morumbi Shopping está completando 30 anos e para comemorar estão acontecendo alguns eventos e promoções. Um deles é a exposição 30 Anos de Brincadeiras, com muitos brinquedos da década de 80.

São cerca de 120 itens, que vieram do Museu dos Brinquedos, e uma área digital com video games da época, para adultos relembrarem e crianças conhecerem o que já fez muito sucesso por aqui. Também tem uma linha do tempo com informações e histórias dos brinquedos, além de uma oficina de criação para as crianças montarem ioiôs, bonecas de papel e pirocópteros com materiais reciclados.

Nasci em 1989 e tive alguns desses tesouros, muitos eu lembro de brincar com meus primos mais velhos… bate uma saudade… E como trabalho perto do shopping, corri na expo na hora do meu almoço. Coisa mais linda! Mas, infelizmente, as fotos foram tiradas com o celular e os reflexos do sol no teto e no vidro não ajudaram :/

Morumbi Shopping – Atrium: Av. RoquePetroni Jr., 1089 – Morumbi
Até 1/maio – seg. a sáb. das 10h às 22h; dom. das 140h às 20h – entrada gratuita

arrumação

Passei o final de semana inteiro (ou a maior parte dele) arrumando meu quarto, tipo faxina geral, e acabei encontrando coisas de MUITOS anos atrás. Tinha roupas, sapatos, acessórios, revistas, brinquedos e mais um monte de coisas que eu não mexia há muito tempo, foi muito nostálgico!

Achei meus desenhos de quando eu sonhava em ser estilista :x, minha pasta de papéis de carta, o contato do meu fornecedor de telas de quando eu pintava e alguns recortes que eu tirava das revistas da Barbie (1998 a 2001). Tinha uma pasta cheia de coisas das Meninas Superpoderosas, que eu nem lembrava que era TÃO fã assim haha, além de várias pastas com referências de ilustrações, objetos de decoração e moda (isso tudo de 1999 a 2002, quando eu estava deixando de ser criança e entrando na fase adolescente, ohn).

Encontrei minhas pulseirinhas fluorescentes e que brilhavam no escuro (ai, meus 12/13 anos) e as pulserinhas do reggae de quando eu “era roots” (minha festa de 15 anos foi “Baile do Havaí” pra poder ir com o cabelão natural, saião e chinelo hahaha). Também encontrei papelada que vem junto com jabá de desfiles e jornais SPFW, documentos perdidos e meu álbum de formatura do colégio, em 2006 (bem, esse não estava perdido, mas fazia tempo que eu não via)… é, to velha. hahaha

Quase tudo o que estava “esquecido” foi para o lixo/reciclável/doação. Registrei algumas coisas enquanto ia encontrando e ajeitando tudo (na verdade ainda falta mexer em algumas)…

Foi um trabalho árduo, mas foi muito legal recordar (e desapegar).