Arquivo da tag: Nihon

Japão – Osaka: Gudetama Café

Antes de ir para o Japão a gente já sabia que teriam muitos cafés  e restaurantes temáticos e que o acesso a eles não seria tão fácil, muitos só atendem por senha, formam filas quilométricas, precisa agendar horário por telefone etc. Então resolvemos seguir nossos roteiros e deixar que esses cafés e restaurantes surgissem no nosso caminho. Foi exatamente assim com o Gudetama Café!

Para quem não conhece, Gudetama é um ovinho bem preguiçoso (gude=preguiçoso / tamago=ovo) que adora ficar deitado com seu cobertor de bacon ou se espreguiçando em sua clara. Parece absurdo, né? hahaha pois é uma animação de origem japonesa da marca Sanrio (a mesma da Hello Kitty) e é possível assistir suas ~aventuras~ com legenda no Youtube: Gudetama Brasil.

Enquanto procurávamos um determinado local, paramos para pedir informação no shopping Hep Five e olhando o mapa de lojas nos deparamos com ele! Fomos correndo até a porta para ver se valia a pena pegar fila e: SURPRESA! Não tinha fila e não precisava marcar hora, fomos bem recebidas, sentamos e surtamos! hahahaha!!

Estávamos com pouca fome e rolava um medo de não gostar da comida, então pedimos pratos que pudéssemos dividir. Começamos com Gude White Curry (R$  27,00*), na sobremesa pedimos Amayakashite Castella Anmitsu (R$  30,00*) e finalizamos com um Gudetama Mont Blanc Pudding (R$  18,00*) e um latte (R$  15,00*). Foi um sofrimento comer comidas tão bonitinhas, olha a carinha dele socorroooooo!! Mas estava tudo gostosinho.

O espaço do restaurante é uma gracinha, adorei as cadeiras com formato de ovo! Tinha uma TV passando alguns episódios e toda hora tocava a musiquinha de encerramento (que agora, mais uma vez, não sai da minha cabeça).

* Os preços estão com valor aproximado na cotação atual e sem taxa.

É válido avisar que estávamos ali pagando pela marca, a comida não era ruim, mas é possível comer coisas de sabor parecido – ou melhor – pagando muito menos. Só que nós amamos esse ovo preguiçoso e ficamos felizes mesmo!

♡ ぐでたま ♡

Gudetama Cafe | ぐでたまかふぇ: HEP FIVE – 7º andar
5-15 Kakuda-cho, Kita-ku, Osaka-shi, Osaka

Japão – Nara: Owl Cafe Naramachi

Não estava bem nos planos do dia, mas enquanto procurávamos o Wakakusa Curry nos deparamos com um owl cafe e não resistimos! MASOQUÊ? Sim, corujas! Lemos as regras, desinfetamos nossas mãos e pegamos as corujas, fizemos carinho – tão macias! Alimentamos, “brincamos” com um falcão e ganhamos uma bebidinha de máquina (inclusa no preço). Tudo é acompanhado por um treinador. Isso mesmo, depois dos veados, EU TOQUEI EM CORUJAS !!

Pois é, tínhamos ouvido falar, até pesquisamos alguns pet cafés – existem uns bem exóticos e é super comum por lá, só que não era  nosso foco, principalmente porque não sabemos como eles cuidam dos bichinhos, de onde vieram, se tem veterinário etc. Mas como o Owl Cafe Naramachi (Fukurō Kafe Naramachi) apareceu bem na nossa frente, então resolvemos tentar. Pagamos ‎¥1000 cada (aproximadamente R$ 35,00) por uma hora em contato com as corujas.

Apesar de estar no nome, os pet cafés que fomos (sim, terá outro post com bichinhos ♥) não tinham café algum e nem se pareciam com um, o que desaponta um pouco, então já deixo aqui avisado para quem pensava em uma cafeteria – Sim, existem os que servem sanduíches e café “de verdade”, mas não tive nenhuma experiência para contar :/

Owl Cafe Naramachi (ふくろうカフェならまち): Japão, 〒630-8222 Nara-ken, Nara-shi, 餅飯殿町 Hashimotochō, 30

Japão – Kyoto III: Gion, gueixas e chá

E para terminar os posts sobre Kyoto *escorre uma lágrima*: GUEIXAS e CHÁ!!

Mesmo estando em constante modernização, como todo o país, Kyoto ainda tem muitos edifícios e construções anteriores à guerra, templos e casas de madeira tradicionais (machiyas), como vimos em Gion, o bairro das gueixas! Lá almoçamos na feirinha do Santuário Yasaka, vimos gueixas (ou garotas comuns vestidas de gueixa… ?), mais templos e tomamos chá com bolo e sorvete.

Em Gion tem muitas lojas que alugam kimonos e yukatas (aqueles trajes tradicionais), alguns até oferecem o serviço de fotografar quem tiver interesse, o que não era nosso caso, pois queríamos mesmo explorar o máximo que podíamos!

Depois de tantos templos (veja aqui e aqui), queríamos assistir uma cerimônia do chá, mas descobrimos que elas só acontecem até às 14h (???) então nos restou tomar chá em uma cafeteria hahaha! Fomos super bem atendidas e mimadas no Dream Coffee (que fica dentro do Household Goods Store, uma espécie de mini galeria), tomamos chá preto e comemos quatro sabores diferentes de bolo: chocolate, sakura, chá verde (matcha) e abóbora. Todos ótimos!

Depois passeamos mais um pouco pelas lojinhas até escurecer e pegamos o ônibus de volta para a estação de trem… Aiai, sdds Kyoto ;-;

♥ おおきに 京都 ♥

Japão – Kyoto II: Mais templos e mais sakuras

O segundo dia em Kyoto será divido em dois posts por motivos de: QUE LUGAR FODA DA PORRA! Ok que eu posso falar isso de tudo o que vi durante essa viagem, mas Kyoto é demais! hahaha… to rindo, mas é sério :P

Compramos o City Bus All Day Pass, que dá direito a usar uma determinada linha de ônibus durante o dia todo, vende no terminal de ônibus da estação JR Kyoto – só optamos por ele no segundo dia devido a distância e quantidade de lugares que pretendíamos ir. Começamos pelo Kinkaku-ji (Templo do Pavilhão Dourado), um templo lindo, com lagos e um pavilhão coberto de folha de ouro puro e com uma fênix chinesa no telhado.

Em Gion (que eu vou contar no próximo post), visitamos mais templos e, para mim, o mais espetacular e emocionante foi o Ryozen Kannon, um memorial que homenageia os não sobreviventes da Segunda Guerra Mundial. Lá tem uma estátua enorme de Bodhisattva Avalokiteśvara (Kannon), com 24 metros de altura, feita de concreto e aço, construída por Hirosuke Ishikawa e revelada em 1955. Assim como no Grande Buda de Kamakura, também podemos visitar a estátua por dentro, onde encontramos santuários e altares.

O dia estava ensolarado e Kyoto é um lugar tão incrível que até tira nossa respiração, foi por isso que optamos por dividir os passeios em dois dias. E foi exatamente assim, sem ar de tanta emoção, que me senti quando passamos por Philosopher’s Walk. Uma calçada na beira de um canal, famosa pela linha contínua de árvores de cerejeira – e onde, mais uma vez, ficamos um tempão contemplando as sakuras *-*

🌸🌸🌸

Japão – Tokyo: Parque Ueno e as sakuras

Nosso primeiro e tão aguardado passeio foi para ver as flores de cerejeira (sakuras) no Ueno Kōen (Parque Ueno). Quando chegamos e vimos tudo rosinha foi emocionante demais!! Tinha sakuras de vários tipos e cores, foi a a primeira vez que vi as vermelhas… lindas!

O parque é um dos mais populares de todo Japão, fica no distrito de Ueno do bairro de Taito, Tóquio. O acesso é super rápido, pois está bem em frente a Ueno Station. Foi fundado em 1873, abriga alguns templos budistas e grandes museus, além de um zoológico. É enorme! Possui mais de 8mil árvores e cerca de 800 árvores de cerejeira.

No dia em que fomos tinha feirinha com comidas e estava bem cheio. O sol sumiu rápido e fazia muito frio, mas passamos o dia lá contemplando as flores que tanto sonhamos ver em seu país de origem ♥ Fotografei um monte e ainda fiz um videozinho (bem amador) para mostrar o máximo aqui pra vocês. Preparados pra chuva de fotos? :D

Voltamos neste mesmo parque depois de quase 20 dias e já não tinha mais sakuras. O tempo de vida delas é muito curto e demos muita sorte de conseguir ver tudo no auge do florescimento, pois poucos dias, antes ou depois, faria toda a diferença!

🌸 🌸 🌸 🌸 🌸