Arquivo da tag: interativa

FILE 2017 – O borbulhar de universos

Ao entrar na galeria de arte demos de cara com enormes bolhas de sabão passeando pelo ambiente e feitas por sons de três buzinas. É a Black Hole Horizon, primeira obra que vemos na 18ª edição do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE) e que transforma o som em objetos tridimensionais mantendo o espaço em constante transformação.

Este ano o FILE tem como tema “O borbulhar de universos” e convida os visitantes a experimentar e refletir sobre novos e antigos conceitos, não apenas com os olhos, mas com todos os sentidos, em universos borbulhando em cores, sons e texturas. São 360 obras, produzidos por 339 artistas estrangeiros e 18 brasileiros, entre elas estão instalações interativas, jogos eletrônicos, animações, projeções, gifs, vídeos e sonoridades eletrônicas.

Uma das que mais chamam atenção e forma fila para experimentar é a Physical Mind, que explora realmente a relação entre o físico e o mental do participante. A pessoa deita entre dois objetos infláveis, é erguida e comprimida suavemente entre as curvas dos dois objetos, assim a obra explora a dualidade entre o desconforto e estresse gerado pela instabilidade inicial e o conforto e sensação de acolhimento provocado pelo contato com os infláveis.

Com tantas redes e tantas informações, estamos todos envolvidos em um fluxo incessante de conceitos, imagens, opiniões e desejos. Estamos inflando e a qualquer momento podemos explodir. Estamos borbulhando! Os mundos e tendências são infinitos, o universo ficou pequeno diante do multiverso. É o borbulhar de universos. Aproveite, o FILE sempre vale a visita ;]

FILE 2017 – até 03/09
Centro Cultural FIESP: Av. Paulista, 1313
Todos os dias, das 10h às 20h – Entrada gratuita

FILE 2016

Não é a primeira vez (nem será a última!) que eu falo do FILE aqui no blog. O Festival Internacional de Linguagem Eletrônica está cada vez mais incrível, a chamada dessa edição é “venha passar do limite”, como um convite para “destrancar a porta dos sentidos”.

Uma mistura de arte eletrônica com arte contemporânea que driblam os limites estéticos e combinam o espaço real com o espaço virtual, no design, no game, na animação e na arte. A interação e contemplação das obras ampliam nossa mente e fazem com que nossa imaginação vá além de seu limite. Demais!

Enquanto visitei a exposição pude constar que as instalações mais concorridas são a The Indivisible [Prototype nº 1], um mural digital super colorido que todos querem fotografar, e a Tape São Paulo, uma espécie de túnel em formato orgânico feito com fitas adesivas em que o público pode passear por dentro dele, mas eu não consegui ir porque fechou antes, então só fotografei por fora ):

FILE 2016 – até 28/08
Centro Cultural FIESP: Av. Paulista, 1313
Todos os dias, das 10h às 20h – Entrada gratuita

O Mundo Segundo Mafalda

Outra exposição linda que está em São Paulo é a “O mundo segundo Mafalda”. Inédita no Brasil, depois de passar pela Argentina, Costa Rica, México e Chile, foi feita especialmente para comemorar os 50 anos da personagem criada pelo cartunista argentino Quino.

Mafalda é uma criança que tenta compreender o mundo, fazendo reflexões curiosas e engraçadas, e carrega em si muitas críticas e analogias. Seus cabelos e pensamentos rebeldes ficaram conhecidos em todo o mundo – as histórias em quadrinhos já foram traduzidas para 26 idiomas.

A maior parte da mostra é interativa e, além de seus amigos Manolito, Felipe, Susanita, Miguelito, Guille e Libertad, também podemos conferir os ambientes frequentados pelos personagens, como os cômodos da casa e o carro da família.

Um amorzinho de exposição! Confiram nas fotos abaixo (:


O Mundo Segundo Mafalda – até 28/02/2015
Praça das Artes: Avenida São João, 281 – Centro – SP
Todos os dias, das 9h às 20h – Entrada gratuita

FILE 2014

Esta é uma edição comemorativa para o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica – FILE, pois é sua 15ª edição e, assim, se consolida como principal evento de arte e tecnologia do Brasil. Realizado desde 2000, o FILE visa disseminar e desenvolver novas formas de expressão artística, tecnologia e pesquisa científica.

São instalações interativas, performances, games, animações, videoarte, maquinemas e, especialmente nesta edição, uma seleção de obras de artistas japoneses em parceria com o Japan Media Arts Festival. Tudo muito bacana e vale conferir de perto ;]

FILE 2014 – até 5/10
Centro Cultural FIESP: Av. Paulista, 1313
Seg. 11h às 20h; ter. à sáb. 10h às 20h; dom. 10h às 19h – Entrada gratuita

Cloud

Desenvolvido pelo designer Richard Clarkson, Cloud é uma luminária interativa em formato de nuvem que simula uma tempestade a partir de um controle remoto ou sensores de movimento.

Sua aparência é super real e os sensores de movimento detectam a presença do usuário e cria relâmpagos e trovões com luzes que mudam de cor. Também possui sistema de alto-falante no qual o usuário pode fazer streaming de música através de dispositivos compatíveis com Bluetooth.

cloud-1

cloud-2

cloud-3

No vídeo abaixo é possível ver seu funcionamento. Incrível de linda!

☁ ☁ ☁

A Cloud custa US$ 3.360,00 (ouch!) na loja online do estúdio.