Arquivo da tag: expo

Game of Thrones – The Exhibition

Começou na última quinta-feira, 25, a exposição sobre a atração televisiva mais aguardada nos últimos meses: Game of Thrones.

Baseada na série de livros A Song of Ice and Fire, escritos por George R. R. Martin, Game of Thrones é uma obra fictícia que acontece em Westeros, uma terra medieval, onde as estações duram anos ou até mesmo décadas. A história gira em torno de uma batalha entre os Sete Reinos, onde famílias (“casas”) lutam pelo controle do Trono de Ferro – resumindo bem…

Com ênfase nas casas Stark, Lannister, Targaryen, Baratheon e Greyjoy, a exposição traz mais de 70 objetos das duas primeiras temporadas da série, além do figurino, armaduras, armas e adereços. E o público pode se sentir numa batalha com arco e flecha no Blackwater Bay e, o mais aguardado, ~brincar de rei~ em uma réplica do Trono de Ferro.

got_01

got_02

got_03

got_04

got_05

got_06

got_07

got_08

got_09

got_10

got_11

got_12

got_13

got_14

got_15

got_16

got_17

got_18

got_19

got_20

got_21

got_22

got_23

got_24

got_25

got_26

A exposição fica no Shopping JK Iguatemi até terça, dia 30, mas todos os ingressos já estão esgotados :/

Lady Dior As Seen By

A bolsa Lady Dior foi criada em 1995 e, ainda recém nascida, foi dada pela então primeira dama francesa, Bernadette Chirac, para a Princesa de Gales Lady Diana. Desde então Lady Di não largou mais a bolsa matelassada de alça rígida e pingentes metálicos com as letras D I O R. Sim, foi aí que a bolsa virou um ícone.

Hoje, já com seus 18 anos, feita principalmente de couro, mas também em outros materiais, sua elegância mítica e moderna inspirou artistas do mundo todo, e é o que apresenta a exposição Lady Dior As Seen By.

Cerca de 80 trabalhos, entre esculturas, vídeos e fotografias, que fazem uma releitura da icônica bolsa da Christian Dior. Grandes nomes como David Lynch, John Cameron Mitchell, Patrick Demarchelier, Wen Fang, Maarten Baas e Olympia Scarry e os brasileiros Laerte Ramos, Brigida Baltar e Tunga apresentam suas versões.

Eu fui esse fim de semana e afirmo: qualquer fashionista e amante de moda e arte PRECISA ver essa exposição! As obras são lindas, algumas até bizarras, e ainda é possível ver em uma mesa interativa como a bolsa é confeccionada, além de uma área exclusiva com as campanhas estreladas por Marion Cotillard e cenas da Princesa usando suas bolsinhas ;]

ladydior_01

ladydior_02

ladydior_03

ladydior_04

ladydior_05

ladydior_06

ladydior_07

ladydior_08

ladydior_09

ladydior_10

ladydior_11

ladydior_12

ladydior_13

ladydior_14

ladydior_15

ladydior_16

ladydior_17

Instituto Tomie Ohtake: Avenida Faria Lima, 201
(Entrada pela Rua dos Coropés) – Pinheiros
Até 10/março – ter. a dom., das 11h às 20h – entrada franca

Spectacle: the music video

Mais uma exposição bacana aqui em Sampa, dessa vez integrada ao Music Video Festival (m-v-f) – um projeto que tem o intuito de divulgar e celebrar a produção audiovisual de vídeos musicais, destacando sua importância e influência criativa, tecnológica, cultural e mercadológica – é a Spectacle: the music video.

A mostra explora o universo dos videoclipes como uma importante forma de arte na cultura contemporânea e apresenta o videoclipe de formas diversificadas e detalhadas, utilizando fotografia, vídeos, objetos e instalações interativas. Com mais de 350 vídeos em telas de TVs e projeções espalhadas pelo 1° e 2° andar do MIS, podemos viajar no tempo e apreciar desde os primeiros artistas que exploraram o recurso dos vídeos até os objetos usados em clipes icônicos e os videoclipes censurados.

Também é possível ver raridades nacionais, como “América do Sul” de Ney Matogrosso, considerado o primeiro videoclipe exibido na TV brasileira, “Dylan Sings Bowie” do Jumbo Elektro, “Made in Japan” do Pato Fu, “Ex-quadrilha da Fumaça” do Planet Hemp, entre outros. A expo é ótima, vale passar um dia inteiro assistindo tudo!

spectacle_01

spectacle_02

spectacle_03

spectacle_04

spectacle_05

spectacle_06

spectacle_07

spectacle_08

spectacle_09

spectacle_10

spectacle_11

spectacle_12

spectacle_13

spectacle_14

spectacle_15

spectacle_16

spectacle_17

spectacle_18

spectacle_19

spectacle_20

spectacle_21

MIS (Museu da Imagem e do Som): Av. Europa, 158 – Jardim Europa
Até 27/jan – ter. a dom. das 12h às 21h – R$4 (R$2 para estudante)

Mundos

Começou esse final de semana a mostra Mundos, da artista plástica (e amiga muito querida!) Sheila Cristina.

Desapegada às técnicas, de flyers de festas à grandes painéis, Shee nos faz um convite: pare, olhe, leia as pinceladas, e, caso não saiba dançar, deixe que elas o embalem. Desfrute sua própria viagem a um mundo nunca visto por seus olhos. Permita-se; e o mais importante de tudo, divirta-se.

Um abstrato único, impossível definir um sentimento… é preciso estar “de cara” com as linhas para entender (ou não) a imagem e desfrutar de cada cor e movimento. 

Mundos – até 8/09
Galeria Soul Tattoo Art Café: Rua Oscar Freire, 2203 – Jd. Paulista
Seg. à sex. 11h às 20h; sáb. 11h às 18h – Entrada gratuita

Free Art Fest

Eu queria ter postado isso no início da semana, mas estou muito corrida e quando tenho “folga” só quero descansar (e acabo abandonando aqui :/). Então já não é mais notícia fresca, mas, por se tratar de um projeto legal, quero compartilhar com todo mundo.

Sábado, dia 26 de março, na Galeria Mônica Filgueiras, aconteceu a 7ª edição da Free Art Fest, um evento que expõe e doa ao público obras de artistas do mundo todo. Derivado do It’s Your Take It, que acontece em diversas partes do mundo, o evento é organizado pelo artista Gejo O Maldito em parceira com a Revista Elementos e foi um dos projetos premiados pelo ProAc (Programa de Ação Cultural) da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo. Mas o objetivo não é apenas presentear o público com as obras que estão expostas, e sim dar oportunidade a novos artistas.

A princípio eu fui para prestigiar duas amigas que estavam expondo seus trabalhos (Bia Fioretti e She), mas quando cheguei lá fiquei maravilhada. Registrei o máximo possível para dividir com quem não pode ir.

Fotos: Marilia Sestari

As duzentas primeiras pessoas que chegaram na galeria (que abriu às 11h) receberam uma senha para que, às 14h, pudessem escolher uma obra que estava exposta e leva-la pra casa (a minha era 471, equivalnte a 171, pois iniciou do 300), até a galeria ficar completamente vazia, é assim que o evento funciona. Eu escolhi uma obra do próprio Gejo, que remete aos urubus que alimentamos com nosso dinheiro, entendem?

Além da exposição tinham DJs e MCs fazendo o som, exibição de alguns filmes, live paiting, balinhas e refrigerantes à vontade. Foi muito legal e, a melhor parte, estão previstas mais cinco edições só esse ano. Viva a democratização da arte!

Tirando o chapéu

Aconteceu em São Paulo (de 19/10 a 04/11) a exposição Tirando o Chapéu. Uma mostra inédita que reuniu peças históricas, contemporâneas e futurísticas.

Alguns ítens (os futurísticos) foram desenvolvidos por alunos e professores da Panamericana Escola de Arte e Design, onde ocorreu o evento. Também é possível ver modelos produzidos para minisséries da Rede Globo e desfiles de Alexandre Herchcovitch, além dos modelos não muito conhecidos e os com propostas tecnológicas.

Tirei algumas fotos, mas como a maioria das peças ficavam dentro de caixas de vidro (que faziam reflexo), não ficaram tão legais…

Esse post era pra ter saído durante a exposição, mas me enrolei e não deu tempo de postar :/