Arquivo da tag: corredores

Catadão SPFW Inverno’15

Eu tentei desapegar, mas não consegui e acabei fazendo um ~catadão~ das coisas lindas que registrei na 38ª edição da SPFW. A principal semana de moda do hemisfério sul completa 20 aninhos e comemora falando de movimento e mudança, extensão e conexão, conceitos que marcam sua trajetória e reforçam seu papel de formentar e instigar novos olhares e reflexões no mercado.

Claro que enlouqueci com as cores assim que cheguei. Composta por quilômetros de elásticos coloridos que contornam a tenda por dentro e por fora, a cenografia desta edição ficou por conta do arquiteto Marko Brajovic e é toda composta por materiais renováveis. O tema escolhido foi Bauhaus, mas não como formas retas e design industrial e sim como corpo, espaço e movimento, coreografia e vestuário. A inspiração veio da peça “Triadisches Ballett”, do figurinista e coreógrafo Oskar Schlemmer, desenvolvida na Bauhaus em 1923. “A peça estuda o corpo, os movimentos e as formas geométricas. É um trabalho de uma contemporaneidade assustadora”, explica Marko.

Assisti apenas dois desfiles, o primeiro foi do Ronaldo Fraga, que teve como tema “Cidade Sonâmbula (Cidades que nunca dormem – mas também não acordam)” com muito vermelho, preto e branco e estampas incríveis de prédios, linhas e rostos. A beleza foi o que causou mais alvoroço, todas as modelos estavam com o corpo pintado de vermelho e com olhos desenhados na testa. Lindo e perturbador!

O segundo desfile que assisti foi o de Lino Villaventura, um pouco de rústico e muito de “homeless chic” em saias, vestidos e sobretudos de veludo, musseline de seda e tricô artesanal. Tudo em shapes confortáveis acompanhados de turbantes simples e olhos bem contornados.

Uma das coisas mais gostosas da SPFW (e que eu já falei muitas vezes por aqui) é reencontrar pessoas queridas pelos corredores e colocar o papo em dia. Desta vez podíamos conversar e saborear algumas delicinhas dos food trucks que estavam por lá ;]

SPFW Inv’14 – Corredores

Essa foi a 36ª edição do SPFW e, novamente, aconteceu no Parque Villa Lobos pois o prédio da Bienal está ocupado. Deslocamentos foi o tema da vez e propôs não só deslocar coisas de seu lugar físico, mas sim tirar algo de contexto e apresentar novos ângulos, sair do lugar comum e provocar reflexões (lembram do #metronamoda?).

A cenografia foi assinada por Daniela Thomas, com detalhes e cores inspirados na natureza. Na fachada uma enorme imagem pixelizada remetendo aos grandes e numerosos prédios de São Paulo, ao entrar a mesma imagem é vista em panos esvoaçantes. Cadeiras, bancos e mesas foram decoradas com grama natural.

No estande Make B. de O Boticário o público pôde agendar maquiagem, como já é de praxe, e esmaltação com as cores da coleção Rio Sixties. Também teve o lançamento do kit em parceria com a estilista Gloria Coelho, criado com a ajuda do maquiador Fernando Torquatto. O conjunto é composto por Batom Burgandy (de cor vinho e acabamento matte), um Quarteto de Sombras Energy (em tons de preto e malva) e uma lata personalizada pela estilista. Eu não cheguei a tempo de assistir a apresentação, mas sei que o kit já está nas lojas e a edição é limitada.

Durante os cinco dias de evento, rolou uma intervenção artística de Eduardo Kobra em parceria com a Hot Wheels, primeira vez da marca de carrinhos de brinquedo na SPFW. Outra novidade foi o desfile da marca Lilica Ripilica, única do segmento infantil a fazer uma participação especial nesta edição. E a FFW Shop (que antes era SPFW Shop) continuou no centro do evento, com os acessórios, livros e toys mais desejados!

spfw_01

spfw_kobra_hotwheels_02

spfw_03

spfw_04

spfw_05

spfw_06

spfw_makeb_gloriacoelho_08

spfw_09

spfw_11

spfw_12

spfw_13

spfw_10 1

spfw_15

spfw_16

spfw_18

spfw_10 2

spfw_19

spfw_21

spfw_kobra_hotwheels_22

Encontrar amigos, parar para conversar, ver gente bonita, ver gente feia, conhecer pessoalmente os “amigos da internet”, são coisas que sempre acontecem comigo pelos corredores da SPFW e eu adoro, claro!