Arquivo da tag: Brasil

16º Festival do Japão

Eu contei os dias esperando por esse evento! Ok, exagerei… mas que quando saíram as datas do Festival do Japão 2013 eu fiquei toda empolgada, ahh isso foi! hahaha

Pois sim, no fim de semana passado aconteceu a 16ª edição do Festival do Japão. Eu fui ano passado – contei um pouco sobre ele (aqui) – e neste não poderia deixar de ir, programa anual marcado na agenda! O evento continua sendo o maior da América Latina sobre cultura japonesa,  divulgando suas tradições e conhecimentos para as novas gerações.

Este ano o tema foi “Tecnologia e Modernidade”, contou com muitas atrações artísticas, de danças, músicas e a final brasileira do World Cosplay Summit (WCS – Campeonato Mundial de Cosplay). Também tinha áreas recreativas, feirinha de artesanato, workshops e apresentação de taiko e a maravilhosa praça gastronômica (uma das maiores razões pra eu amar esse festival hihihi).

fdj13_01

fdj13_02

fdj13_03

fdj13_04

fdj13_06

fdj13_07

fdj13_08

fdj13_09

fdj13_11

fdj13_12

fdj13_13

fdj13_15

fdj13_16

fdj13_17

fdj13_18

fdj13_19

fdj13_20

fdj13_21

fdj13_23

fdj13_24

fdj13_25

fdj13_26

fdj13_27

fdj13_28

fdj13_29

Já esperando pela 17ª edição! hahahaha

Cervejaria Heineken

Sábado fui com amigos e blogueiros, a convite da Burson-Marsteller Brasil, conhecer a fábrica da Heineken, em Jacareí – SP. Infelizmente não podia fotografar na parte interna, mas aprendemos como as cervejas são feitas, vimos ao vivo, saboreamos e descobrimos os segredos de algumas delas ;}

A Heineken é holandesa e é a marca de cerveja premium mais internacional e valiosa do mundo. Ela está presente em quase todos os países (são 140 cervejarias pelo mundo, 8 no Brasil) e foi trazida pra cá pela Coca-Cola há algumas décadas.  Em 2010 o grupo Heineken Brouwerijen B.V. de Amsterdã comprou a FEMSA, marca mexicana dona da Kaiser, Bavaria, Sol e Xingu no Brasil e importadora das gringas Dos Equis, Murphy’s, Birra Moretti, Edelweiss, a novidade Desperados (cerveja com tequila) e outras.

A cerveja chegou no Brasil em 1808 a mando de Dom João VI (sim, aquele das coxinhas de frango), mas existe desde um acidente com pão e água na Suméria em 4000 a.C. e, claro, sofreu muitas alterações até se tornar o que é hoje. Em 1040, na Europa, junto da água e do malte foi adicionado o lúpulo, e é a ele que devemos agradecer pela nossa deliciosa cerveja de cada dia (oi?).

E já que a graça da bebida é saborear e se satisfazer, a moderação não pode ser esquecida. Consumo responsável é o mais importante!

Saúde! :D

Na Pele

Um evento que conta a história da tatuagem no Brasil com fotos de celebridades, documentários e debates, é assim a exposição Na Pele – grupos que comunicam e se identificam pela tatuagem. Com curadoria de Paulo Tattoo, criador do Soul Tatoo Art Café, e Ricardo Vidal, da Feel Filmes e Produções, a expo nos conta a trajetória da tatuagem no país, desde a chegada da primeira maquina elétrica, na década de 60.

São artistas, chefs de cozinha, advogados, donas de casa, empresários e outros falando sobre seus desenhos pelo corpo e os mostrando em vídeo e fotos de Francisco Orlandi Neto e Sebastião Braga. Também tem objetos históricos, dois manequins para o público “tatuar” com canetão e a exibição do documentário “O Brasil tatuado”.

“Como esta arte underground alcançou o mainstream?” Os debates com escritores e galeristas discutem as razões que levam cada grupo de diferentes tribos urbanas a se tatuar. Tudo pra gente entender (ou pelo menos tentar) quem faz, porque faz e o quê faz, pois, independente de qual seja, sempre há um motivo.

Na Pele – até 14/12
Galeria Olido: Av. São João, 473 – República
Ter. à sáb. das 13h às 20h; dom. das 13h às 19h – Entrada gratuita

Festival do Japão

No último final de semana aconteceu no Centro de Exposições Imigrantes o Festival do Japão 2012, o maior evento de cultura japonesa da América Latina que tem como objetivo divulgar suas tradições e conhecimentos para as novas gerações.

Celebrando 15 anos de evento, essa edição  teve como tema Sustentabilidade e o Futuro da Humanidade e trouxe para o público muitas atividades e novidades, curiosidades gastronômicas, tecnologia e dicas de saúde e bem-estar de diversas entidades e instituições do Brasil e do Japão.

Eu não consegui ver tudo o que queria, mas aproveitei muito bem o que estava ao meu alcance – e o frio permitiu – show da banda de anime Gaijin Sentai, final da WCS Brasil (Campeonato Mundial de Cosplay), comidinhas delícia hmm...

Já estou esperando o próximo (:

YouPIX

Semana passada rolou no Porão da Artes da Bienal a nona edição do YouPIX, o maior festival de cultura de internet do Brasil.

O evento tem como objetivo viver a internet fora do browser, trazendo os assuntos e pessoas que estão em evidência na web (independente do assunto e rede social), com discussões, bate-papos e celebração.

Sempre com entrada franca, bebidinhas e amendoins a vontade, o YouPIX acontece duas vezes por ano e dura três dias (17, 18 e 19/08 nessa edição).

Fotos: Marilia Sestari e Cleber Feltrin (Psy)

Salão do Turismo

Semana passada, dia 13, começou o 6º Salão do Turismo – Roteiros do Brasil e eu fui com meus pais no sábado passar (mais) vontade de conhecer esse Brasilzão!

Por meio do Ministério do Turismo, o evento é promovido pelo Governo Federal para apresentar o turismo brasileiro para quem quer vajar, passear e/ou fechar negócios. Trata-se de uma grande feira super bacana, onde os visitantes fazem uma “viagem” pelos 26 estados e o Distrito Federal, experimentam a culinária típica, assiste as manifestações culturais, conhece e pode comprar artesanato, moda, joias, alimentos e bebidas produzidos por cada região. Assim, podem adquirir pacotes, produtos e serviços turísticos para visitá-los em suas próximas viagens.

Também tem palestras, debates, oficinas e mini-cursos para quem quiser aumentar, ainda mais, o conhecimento sobre o turismo no Brasil.

O Salão acontece anualmente, mas, infelizmente, dura poucos dias e acabou nesse domingo, 17. É enorme, tem pessoas de todos os lugares, nos deliciamos com os quitutes regionais (geléias, sementes, queijos, cachaças, sucos… hmmm), assistimos alguns “shows”, sentimos saudades dos lugares que visitamos e passamos vontade de conhecer outros, além de querer levar várias coisas pra casa. Foi muito legal!

Fotos: Marilia Sestari

Navegando com Ronaldo

A partir das pesquisas que Ronaldo Fraga fez para sua coleção de verão 2009 (desfilada em 2008), essa exposição tão colorida e gostosa de se ver foi construída. Com o intuito de unir cultura popular, história e moda, a mostra nos revela o que há de mais belo nas margens do Rio São Francisco pelos olhos do estilista.

Ronaldo tem admiração pelo “Velho Chico” desde criança, pois seu pai lá pescava e ao voltar pra casa, além de peixe, levava histórias, músicas, lendas e casos da região. E foi por isso que resolveu transformá-lo em objeto de pesquisa, viajou por suas águas e transformou essa admiração em homenagem. Muito pesquisou, aprendeu, viveu e mostrou tudo isso ao mundo através da moda.

Além de linda, a exposição é integralmente produzida por uma ONG e é um projeto pioneiro junto ao Ministério da Cultura, incentivado pela Lei Rouanet, para a moda brasileira ser reconhecida como instrumento cultural (Pronac 089325) o que a torna ainda mais especial (:

E quem nunca foi até a margem do rio ou passeou por ele, vai sair com uma vontade enorme de fazê-lo, a expo é deslumbrante, as obras parecem souvenirs e da vontade de levar tudo pra casa. Com certeza uma das exposições mais lindas que eu já “vivi”, tanto que fotografei inteira e vou estragar um pouco da “surpresa” aqui ;D

Rio São Francisco navegado por Ronaldo Fraga  – até 26/06
Pavilhão das Culturas Brasileiras (Parque do Ibirapuera – Portão 10)
Terça a domingo – 9h às 17h – Entrada gratuita

Sobre o Carnaval e o Dia Internacional da Mulher

A festança brasileira vem dos carnavais da Itália e França, que ocorriam em formas de desfiles urbanos e as pessoas usavam máscaras e fantasias. Os primeiros blocos carnavalescos começaram a aparecer no Brasil no final do séc. XIX e ficaram mais populares no séc. XX, quando as pessoas começaram a se fantasiar e decorar seus carros, além de desfilar em grupos pelas ruas das cidades (vem daí os carros alegóricos das escolas de samba) e cantando marchinhas, que deixavam o carnaval cada vez mais animado.

A partir de então começaram a surgir as escolas de samba e os campeonatos que verificam qual é mais bonita e mais animada, isso no Rio de Janeiro e posteriormente em São Paulo. Em cidades como Recife e Olinda, o carnaval mantém suas tradições originais, as pessoas saem às ruas no ritmo do frevo e maracatu. Em Salvador  os trios elétricos é que comandam, seguidos dos blocos Olodum e Ileyaê e em cidades interioranas ainda predominam as marchinhas.

Eu não sou muito fã de carnaval, só gosto porque é feriado nacional. Preferi não entrar na parte religiosa – na qual o carnaval é o “tempo livre” dos católicos e vem seguido da Quaresma (40 dias de penitência) – porque não sou “ligada no assunto” e posso acabar me equivocando… ops! Muitos acham que é sinônimo de bagunça e putaria, e isso muito me irrita!

Também não ligo muito pro “dia da mulher”… Ok, faço o tipo do contra em todas as datas importantes, mas é porque acho tudo muito banal, só desculpinha pra fazer (ou deixar de fazer) algo :/

Muitos não sabem que esse dia é uma celebração dos feitos econômicos, políticos e sociais que foram alcançados pela mulher, acham que a gente só quer presentinho e mimimi, mas não. O dia internacional da mulher veio devido os inúmeros protestos que as mulheres, no final do séc. XIX e início de XX, empregadas em fábricas faziam requerendo melhores condições de trabalho, salários justos e o direito de voto. A data passou a ser comemorada mundialmente após um incêndio provocado em uma fábrica de Nova Iorque, onde  129 trabalhadoras foram trancadas e queimadas vivas. Foi na primeira conferência internacional sobre a mulher, em Copenhagen, que o Dia Internacional da Mulher foi estabelecido.

Este ano essas duas comemorações caíram no mesmo dia e qual foi mais celebrada? A idéia aqui não é favorecer uma e menosprezar outra, apenas quero que todos saibam da importância de cada uma… pulem carnaval pela diversão, respeitem o próximo e aprendam com o passado (principalmente as mulheres, neste caso).

Imagens: Reprodução

Me desculpem se fui muito direta ou grosseira, não tive intenção. Depois eu conto como foi meu feriadão ;*

O mailegal de domingo 01

Na calçada do Parque Trianon (Av. Paulista – São Paulo) rola todo domingo uma feirinha bem colorida.

Fotos: Marilia Sestari