Arquivo da tag: arte urbana

III Bienal Internacional ‘Graffiti Fine Art’

Outra expo boa, mas que foi super rápida (olha eu aqui atrasada de novo), é a III Bienal Internacional ‘Graffiti Fine Art’, criada por Renata Junqueira e Binho Ribeiro e idealizada pela produtora Mega Cultural, e que possui intervenções de mais de 60 artistas de vários países.

Pela primeira vez no Parque do Ibirapuera, a mostra apresenta a história do graffiti no Brasil e no mundo, suas influências de diferentes movimento artísticos do século XX e sua relevância na cultura e arte contemporâneas, com murais e quadros pintados com spray, estêncil e pincéis, esculturas e vídeos. Projetos super legais que eu não resisti em mostrar por aqui… pena que eu fui quase no fim e só consegui subir o post agora :/

III Bienal Internacional Graffiti Fine Art – até 17/05 (mas alguns dizem ser até 19/05…)
Pavilhão das Culturas Brasileiras – Parque do Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº (Portão 10)
Terças das 10h às 21h; Quarta a domingo das 10h às 18h – Entrada gratuita

Cidade Gráfica

Em dezembro eu visitei a exposição Cidade Gráfica que estava no Itaú Cultural, achei os projetos incríveis e pretendia postar sobre ela, mas eu acabei ficando ocupada demais e quando me dei conta já tinha acabado…

Remexendo em algumas pastas de backup encontrei essas fotos e resolvi mostrar aqui, mesmo não sendo uma dica de expo, pois pode ficar como inspiração ;D

Com trabalhos de designers e coletivos de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Pará, Bahia e Paris, o tema da mostra foi as relações poéticas e críticas entre o design gráfico e as questões urbanas. De projetos gráficos (livros, cartazes, fontes) até pesquisas acadêmicas e obras na fronteira entre design e artes visuais, era possível fazer uma reflexão crítica, criativa e poética sobre as cidades, suas especificidades, complexidades e problemáticas.

Me desculpem o atraso, mas de tão legal eu achei que vale o #latepost (:

2ª Bienal de Graffiti Fine Art

Para mostrar a diversidade e qualidade da arte de rua, o MuBE criou a Bienal Internacional Graffiti Fine Art, que está em sua segunda edição (a primeira foi em setembro de 2010) com curadoria de Binho Ribeiro, um dos pioneiros do street art no Brasil.

Com toda a área do museu ocupada por quadros, painéis, intervenções e instalações dos principais nomes da arte urbana mundial, o público pode apreciar os mais diversos estilos, técnicas e conceitos do graffiti com trabalhos/manifestações culturais de 50 artistas que expõem nesta edição.

Entre os artistas gringos estão Kongo, ECB, Kress, Daze e Wernz, e entre os brasileiros, mais precisamente paulistanos, estão Nunca, Speto, Finok, Cranio e Minhau – mas calma! são vários artistas de todo o Brasil e do mundo. Muito bom poder ver todos reunidos ;]

bgfa_01

bgfa_02

bgfa_03

bgfa_04

bgfa_05

bgfa_06

bgfa_07

bgfa_08

bgfa_09

bgfa_10

bgfa_11

bgfa_12

bgfa_13

bgfa_14

bgfa_15

bgfa_16

bgfa_17

bgfa_18

bgfa_19

bgfa_20

bgfa_21

bgfa_22

bgfa_23

MuBE (Museu Brasileiro da Escultura): Av. Europa, 218 – Jardim Europa
Até 24/fevereiro – ter. a dom., das 10h às 19h – entrada franca

LEGO Bridge

Uma antiga e cinza ponte ferroviária da cidade de Wuppertal (Alemanha) virou atração quando o artista de rua MEGX (Martin Heuwold) a tranformou em um viaduto de LEGO *-*. Ok, não é de Lego de verdade, mas a forma como foi feito causa uma ilusão de ótica perfeita.

O viaduto faz parte do projeto de renovação urbana da cidade, que idealiza revitalizar e aumentar a qualidade de vida dos moradores. Com 250 m², foi desenhado ano passado e levou cerca de 4 semanas para ficar pronto.

#rapidinhas

de Dentro e de Fora

Outra exposição legal que eu consegui visitar na minhas férias foi a De Dentro e de Fora, que está em cartaz já faz um bom tempo (desde agosto). Seu propósito é de provocar uma experiência de não saber onde está a arte, pois ela pode estar em qualquer lugar, “embaixo da escada, atrás do quadro ou dentro do buraco. Pode estar na sala de casa ou no meio da rua. Dentro ou fora do museu”. Assim, o público pode sair do museu sem sair por inteiro da obra.

Trata-se de uma versão internacional da mostra De dentro para fora / De fora para dentro, mostra de arte urbana que aconteceu em 2009 e 2010 no Masp. Dessa vez os artistas convidados foram os franceses RemedJR e Invader, o tcheco Point, os argentinos TecDefi e Chu, a norte-americana Swoon e os únicos brasileiros Coletivo BijaRi. Todos estiveram em São Paulo por um mês para desenvolver suas instalações e obras no Masp e vias próximas.

De Dentro e de Fora – até 23/12
Masp (Museu de Arte de São Paulo): Avenida Paulista, 1578
Ter. à dom. 11h às 18h; qui. 11h às 20h – R$ 15 (R$ 7 estudante)